segunda-feira, 18 de julho de 2011

Meu suporte

Perder você me faz sentir como se tivessem retirado a peça suporte de tudo que construí, quando toquei tudo simplesmente desabou e eu não pude fazer nada porque você não estava lá para me ajudar a segurar. Talvez eu tenha construído algo pesado demais para você suportar e agora não sei como tornar tudo leve o bastante para você voltar. Rearranjar tudo só torna as coisas iguais, insuportáveis, reconstruir exige peças novas inclusive as de suporte, eu só gostaria de reformar, mas não sei quais os destroços devem ser aproveitados se você não me disser. Vou começar me reciclando, me dê créditos por isso, não é fácil admitir que precisa ser refeito, que não é bom o bastante.

Giulia Campanha

4 comentários:

Lillo Dogmez, o licantropo. disse...

É SEMPRE CHATO QUANDO PERDEMOS PESSOAS IMPORTANTES EM NOSSA VIDA. MAS DÊ TEMPO AO TEMPO E VOCÊ VAI SUPERAR ESSA AUSÊNCIA.

TEM UM TEXTO INTERESSANTE LÁ NO MEU BLOG. PASSE LÁ. ABRAÇOS.

http://thebigdogtales.blogspot.com/

Anônimo disse...

oi, estou lendo teu blog e gostei muito, e também só queria avisar que talvez a frase do cabeçalho não seja da Clarisse Lispector e sim de Voltaire. obrigada pela atenção.

Anônimo disse...

ponei maldito, ponei maldito lalalalala... kkkkkkkkkkk

Marcelo Lins disse...

Hey como faço para postar meus textos aqui ?