terça-feira, 22 de novembro de 2011

Carta de desistencia


                                                                             Caro amigo,                                                                            22/11/2011
Quero agradecer por todas as vezes que pedi carinho e você me deu, mesmo quando você se sentiu como se prestasse um favor. Quero dizer que a nossa amizade me valia tanto ao ponto de me rastejar até você cabisbaixo, com os olhos de quem implora remissão, mesmo tendo sido o mais devotado amigo que você já teve. Mesmo quando eu estava me sentindo sozinho e você me ignorava, eu quis todo o tempo ser fiel a nossa amizade. Mesmo quando apanhei de você por algo seu que caiu e não consegui segurar sozinho, eu queria limpar a sujeira, emitir um som, fazer um gesto desengonçado para me tornar objeto da sua atenção e ser absolvido de minha falha. Eu era feliz por estar contigo e lhe ser útil para distração quando você estava angustiado, eu me sentia abatido, desconsertando, desesperado quando não conseguia lhe dar nem que seja conforto nos tempos difíceis. Perdoe-me se te amei demais. É uma carta de perdão por ter amado e de desistência. Perdoe-me por desistir, mas já estou pisando em falso, com o andar manco pelas surras e pelo peso que era carregar essa nossa relação, minha alma está pesada. Não cedo por amar menos, desisto porque envelheci com tudo que se passou e não aguento como aguentava antes.
                                                                                                                                                                                              ASS: Cachorro

Giulia Campanha

15 comentários:

Rock disse...

Blog legal, template ficou bom, texto bonito, gostei de verdade mesmo, vou até salvar.

http://mochileiroestelar.blogspot.com

Wagner Noya disse...

parabéns pelo blog
bem legal, curti a imagen acima ^^

Lucas Adonai disse...

Muito legal ;D

Lucas Adonai disse...

Curtí !

jéssica disse...

MUITO legal :)

www.cotidianojornalistico.blogspot.com

NANDo disse...

Mto bom

Ana Caroline disse...

Poxa que tristeza esse texto, eu amo cachorros e odeio qualquer tipo de judiação e abandono! muito lindo tbm nos faz refletir de que os animais tbm tem sentimentos! Parabéns pelo blog é muito bonito o texto! estou seguindo seu blog se quiser retribuir vou ficar grata! http://anavidadeestilista.blogspot.com/

Maíra Cintra disse...

Adorei o título, opost... muito bom mesmo! mairacintra.blogspot.com

João Batista de Lacerda disse...

Perdoe-me, fiquei até sem palavras para comentar... emoções, lágrimas! Adeus!

Lucas Adonai disse...

Poxa, adorei mesmo ;D

Lucas Adonai disse...

Muito legal cara!

Larissa Matos disse...

Que triste. Me lembrou da minha cachorrinha que já está velinha.
Queria te seguir, mas não encontrei a caixa de seguidores...
http://seriesbooksmovies.blogspot.com/

Ana Lucia Nicolau disse...

ótimo texto, realmente faz com que reflitamos sobre as relações de companheirismo e carinho que temos com os animais....

Bruno Coriolano disse...

O BLOG TA MASSA

http://portaldalinguainglesa.blogspot.com/

Anônimo disse...

‎''Aos poucos a vida vai te mostrando, por quem você deve lutar e de quem você deve desistir.''
Texto magnífico!
Abraço